7 motivos da importância da produtividade na área da construção

7 motivos da importância da produtividade na área da construção

A cadeia da construção passou por um momento de forte expansão, influenciada principalmente por financiamentos com taxas de juros atrativas que impulsionaram o mercado imobiliário. A troca recente de governo também renova os ânimos e incentiva investimentos na área. E neste cenário, alguns condicionantes têm induzido a indústria em geral e o setor da construção civil brasileira a enxergar necessidade de mudanças e a buscar novas perspectivas para se manterem competitivos.

Segundo um Relatório recente da MC Kinsey Global Institute, de fevereiro de 2017, o ramo da construção é um dos maiores setores da economia mundial. Com US$ 10 trilhões gastos em bens e serviços a cada ano e que contrata aproximadamente 7% da população mundial em idade produtiva. Estes dados nos mostram que esta é uma área que requer um olhar crítico visando constantes melhorias. Empresas que fizerem seu trabalho de maneira excelente, tendem a obter destaque e saírem à frente. E neste contexto entra a produtividade, talvez o grande desafio encontrado pelas empresas de engenharia para cumprimento de prazos de entrega de empreendimentos. Com cronogramas apertadíssimos e enxutos, não há espaço para falhas. A relação entre os resultados obtidos e os recursos consumidos deve ser sempre monitorada para se ter um aumento de produtividade. E porque é importante se ter uma obra Produtiva?

Listamos aqui 7 fatores da importância da produtividade no panorama da construção civil:

  1. As empresas terceirizadas e a mão de obra tendem a priorizar obras que dão mais condições de produção;
  2. Indicadores de produtividade tornam possível melhorar o planejamento da obra e a eficiência na contratação de fornecedores;
  3. A produtividade permite estudar a viabilidade de mão de obra própria ou terceirizada;
  4. Trabalhada de maneira eficaz, a produtividade reduz perdas nas atividades de fluxo como transporte, processamento, movimentação, espera e estoque;
  5. A produtividade é sustentável, reduzindo perda de materiais;
  6. Promove o aumento da organização e da limpeza de maneira geral;
  7. Permite a meritocracia, promovendo e beneficiando obras mais produtivas.

Convencido de que a produtividade na área da construção civil só traz benefícios? Agora basta exercitar.

6 erros fatais que podem atrasar muito a entrega da sua obra / reforma

6 erros fatais que podem atrasar muito a entrega da sua obra / reforma

Os atrasos na entrega das obras são um grave problema nesta área, se não, o pior. Destroem a reputação da empresa e não afetam diretamente apenas seu projeto atual, mas também interferem indiretamente em suas entregas posteriores, pois todos os cronogramas deverão ser revistos e postergados.

Nem todos os fatores são oriundos de ineficiência ou má gestão da equipe. Mas, como destacado a seguir, muitos deles podem ter seu impacto minimizado com bom planejamento e integração entre as áreas envolvidas. Confira os 6 principais fatores que impactam diretamente na entrega das obras, como eles acontecem e o que pode ser feito para evitá-los.

1. FIM DOS RECURSOS

E se a verba do cliente acabar? Uma falha na fase de planejamento pode ter ocorrido, ocasionando o fim dos recursos em determinado período da obra. Esse problema pode ser causado pelo fato de o cliente não possuir mais verba ou por uma falha na fase de planejamento.

Para minimizar este impacto, os gestores de obras devem usar softwares de gestão destinados especificamente para empresas de construção, visando avaliar com precisão um projeto e trabalhar com o cliente para garantir que o financiamento da obra esteja seguro durante toda sua duração. Por este motivo, o acompanhamento durante o processo, fruto do trabalho de consultoria, torna-se fundamental.

2. MUDANÇAS INESPERADAS NO PROJETO

Mais uma vez a consultoria é fundamental. Muitas vezes, o cliente, inexperiente, simplesmente não consegue decidir sobre o que quer ou não tem uma boa ideia de onde chegar com seu projeto. Então, sua equipe de construção começará a trabalhar no projeto apenas para receber alterações constantes em relação a proposta inicial.

Mesmo que os gestores de obras queiram agradar os seus clientes com alterações não acordadas anteriormente, em determinado momento deverão ser firmes em negar mudanças de rumos para não impactar em atrasos significativos na entrega final do projeto.

3. FALTA DE MÃO DE OBRA ESPECIALIZADA

Um dos principais fatores que afetam a produtividade e cumprimento dos prazos, a falta de mão de obra especializada na etapa de planejamento ou no decorrer da obra pode afetar a produtividade e o cumprimento dos prazos. Este é um problema que pode ser evitado ou minimizado por um bom gerenciamento de obras, evitando impactos significativos no cronograma e custo do projeto.

4. EQUIPES SOBRECARREGADAS

Um bom gestor conhece as capacidades de sua equipe e as dificuldades executivas de cada etapa do projeto. Por este motivo, se atente à quantidade de projetos assumidos pela empresa contratada e garanta que ela conseguirá entregar o seu projeto no prazo acordado.

5. DEMORA NO LICENCIAMENTO

Contrate empresas com expertise no atendimento às regulações cabíveis ao projeto e as possíveis mudanças para que nenhuma etapa da obra seja interrompida por causa de burocracia. Qualquer projeto precisa estar em dia com as leis municipais, estaduais e federais e outros regulamentos de construção. Caso algum processo não seja verificado em tempo hábil, chances são de que a obra fique parada aguardando alguma documentação.

6. CLIMA

Infelizmente, não há muito o que fazer com semanas de chuvas ininterruptas. Nestes casos, etapas críticas das obras devem ser reprogramadas, visando a excelência da entrega. Neste caso, o atraso é inevitável, mas necessário.

Estes são apenas alguns dos erros que podem gerar atrasos na obra. Embora alguns deles simplesmente não possam ser evitados, um bom gerenciamento de obras pode minimizar suas consequências para que o cronograma e o custo do projeto não sejam afetados.

Por este motivo, contrate empresas comprometidas com a entrega e com expertise em consultoria, para lidar com as adversidades com sabedoria e comprometimento, visando minimizar o impacto no prazo da sua entrega.

4 razões para considerar a inspeção predial no seu condomínio

4 razões para considerar a inspeção predial no seu condomínio

inspeção predial é a verificação profissional das condições de manutenção e de uso das edificações e engloba atividades que objetivam conservar a capacidade funcional de edifícios e de todas as partes que as constituem e que são essenciais para atender as necessidades dos usuários e mantê-los em segurança.

Estudos realizados em diversos países apontam que os gastos anuais com a operação e manutenção das edificações em uso variam até 2% do seu custo inicial. Um investimento considerável que nem sempre está previsto no planejamento orçamentário e por este motivo tende a comprometer a segurança e salubridade das instalações do edifício, além da qualidade de vida dos moradores, que usufruem das instalações do condomínio em que residem. Recentemente abordamos a importância do planejamento orçamentário no artigo 6 erros que podem atrasar a entrega de uma obra. Importante destacar que a inspeção predial é fundamental para manter o prédio em bom estado de conservação e garantir que ele não perca o seu valor ao longo dos anos.

norma NBR 5674 criada pela ABNT garante responsabilidade e regulamentação na manutenção e conservação dos edifícios, consolidando diretrizes gerais para gerenciamento e implantação dos planos de manutenção, direcionados aos usuários visando resguardá-los, sejam eles proprietários ou síndicos.

Porém, há algo que provavelmente você ainda não sabe! Desde 2012 a inspeção predial é exigida por lei. Legalmente os prédios que exigem vistorias técnicas são residenciais, comerciais e públicos e passam por avaliação de pequenas avarias até situações mais críticas que podem exigir reparos urgentes.

Edifícios mal preservados ou que somente atuam de forma corretiva, terão que se adequar às novas regras e como a mesma vem como força de lei, até que se inicie uma fiscalização regular, poderá ocorrer uma enorme demanda pelo serviço, e consequentemente uma elevação de custos para adequação. Portanto é sempre bom ter um plano de contingência e contar com empresas e profissionais habilitados.

Conheça os benefícios de atender a norma NBR 5674 da ABNT:

1. Valorização do patrimônio do seu imóvel

São poucos os síndicos que realmente deixam o empreendimento em perfeitas condições de uso, seja por falta de verbas, má informação ou simplesmente desleixo. Assim, serviços necessários são deixados para trás, sucateando os edifícios. Dentre as inúmeras vantagens da inspeção predial destacamos a obtenção de uma visão sistêmica da gestão e operação, além do detalhamento do estado de conservação e manutenção da edificação, com a indicação da priorização das ações a serem adotadas, subsidiando à tomada de decisões e propiciando a avalição do imóvel para garantir sua valorização e modernização. O Plano de manutenção visa manter o condomínio conservado, valorizando o patrimônio e aumentando o bem-estar de todos. Portanto, aposte na manutenção preventiva.

2. Maior segurança

Não é difícil encontrar edifícios que geram risco de saúde e segurança a seus ocupantes em função de obras realizadas sem a devida responsabilidade técnica necessária. Quando a segurança é colocada em primeiro lugar, medidas importantes como a criação de um laudo de Inspeção Predial devem ser levadas em consideração para que imóveis sejam certificados de que estão em plenas condições de uso e podem ser habitados com segurança e responsabilidade.

3. Aumento na vida útil do imóvel

As estruturas de casas, apartamentos e edificações comerciais sofrem com desgastes naturais ao longo do tempo. Se não verificadas com atenção, podem causar patologias e reduzir a vida útil da construção. Assim, os especialistas recomendam que a vistoria na inspeção predial inclua, pelo menos, os sistemas construtivos e elementos de estrutura, impermeabilização, instalações hidráulicas e elétricas, revestimentos externos em geral, esquadrias, revestimentos internos, elevadores, climatização, exaustão mecânica, ventilação, coberturas, telhados, combate a incêndio e Sistema de Proteção contra Descargas Elétricas. Com a realização de vistorias técnicas periódicas, os responsáveis pelos imóveis verificam as condições de conservação, estabilidade e segurança e garantem, quando necessário, a execução das medidas reparadoras que podem garantir a vida útil do imóvel.

4. Menor necessidade de reparos futuros

Sabemos que muitos condomínios, passam por dificuldades financeiras e desta forma, não realizam as manutenções básicas para a garantia do desempenho de seus diversos sistemas. Mas problemas de gestão e financeiros deverão ser resolvidos de alguma maneira, pois dificuldades prediais tendem a crescer e seus reparos são mais difíceis e demandam intervenções maiores, além de que os valores crescem de forma exponencial.  Por este motivo, a inspeção predial faz-se necessária, pois previne que reformas estruturais aconteçam futuramente, oriundas da falta de atenção a problemas já existentes que não tem o devido olhar de um profissional habilitado. Lembramos a importância de um profissional habilitado para evitar problemas na execução das obras e, principalmente, para que elas não sejam entregues com atrasos, causando inúmeros transtornos ao condomínio. Abordamos este assunto no artigo 7 motivos da importância da produtividade na área da construção.

O profissional capacitado para a inspeção predial é o engenheiro, o arquiteto ou a empresa que presta serviços de conservação, desde que estejam registrados no Conselho de Profissionais, no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) ou no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU).

O resultado da vistoria é a elaboração e a entrega do laudo técnico, que nada mais é do que um documento que atesta as condições de estrutura, segurança e conservação da construção.

inspeção predial diminui o risco de acidentes e permite um melhor direcionamento dos investimentos nos condomínios e adequações do plano de manutenção. Vale a pena consultar um profissional habilitado e garantir todos os benefícios da inspeção predial.

Laudo de vistoria de vizinhança: Garanta a segurança nas construções

Laudo de vistoria de vizinhança: Garanta a segurança nas construções

Na área de engenharia, a segurança nas construções é um assunto de ordem prioritária para os especialistas do setor. O desafio está em ultrapassar as discussões sobre métodos preventivos e normas de segurança para procedimentos abordados de forma simples e esclarecedora. Assim, o laudo de vistoria de vizinhança entra neste cenário, como documento elaborado de medida preventiva, registrando de maneira efetiva as reais condições construtivas dos imóveis que já existem ao redor da futura construção.

laudo de vistoria de vizinhança é um documento elaborado antes do início dos serviços e tem o intuito de definir tecnicamente as possíveis anomalias e gerar comparações futuras, caso necessário. Assim, funciona como garantia e torna-se essencial para a atribuição da responsabilidade dos reparos, caso alguma das partes se sinta lesada e leve o caso à esfera judicial. O fator é tão sério que pode ocasionar o embargo da obra e atrasos no cronograma físico. São avaliados os seguintes aspectos:

  • Estado de conservação/manutenção em geral;
  • Padrão construtivo;
  • Posição do imóvel em relação à obra;
  • Existência de trincas e rachaduras;
  • Existência de infiltrações;
  • Identificação de qualquer patologia pré-existente.

Outras vistorias:

Laudo de Inspeção Predial

Realizado quando o edifício está fora da garantia da construtora, por solicitação do condomínio, o laudo de inspeção predial visa uma vistoria minuciosa para identificar as áreas mais críticas do imóvel. Esta análise resulta em um laudo baseado no atendimento da ABNT NBR 5674 – Manutenção de Edificações – que identifica por exemplo trincas, vazamentos, anomalias elétricas, entre outros.

Desta forma, o síndico pode programar serviços do prédio elencando os fatores de maior prioridade e programa seu fluxo de caixa para atender a manutenção preventiva em detrimento da manutenção corretiva, que onera financeiramente os cofres do condomínio e causa um transtorno enorme aos moradores.

Laudo de Produção Antecipada de Provas

Mais um trabalho pericial que pode ser solicitado pelos condôminos durante o prazo de garantia da construção o Laudo de Produção Antecipada de Provas é documento técnico que se baseia em ação judicial para pleitear melhoria de elementos construtivos que foram entregues fora do padrão de qualidade ofertado.

Ressaltamos a importância de todos estes documentos serem elaborados por um profissional qualificado que tenha a expertise de, a partir da vistoria, identificar a existência ou não de falhas no projeto além de constatar o estado de conservação e de manutenção em geral, padrão construtivo e posição do imóvel em relação à obra pretendida. Assim  como a inspeção predial, que já abordamos anteriormente no artigo 4 razões para considerar a inspeção predial no seu condomínio, este é mais um registro minucioso que conta com estudos, análises e levantamentos técnicos que registra com fotos a comprovação de conservação do imóvel.

    Responda o formulário abaixo para que possamos entrar em contato com você!